Inchaço nas Pernas – Causas Frequentes (Parte II)

Inchaço nas Pernas – Causas Frequentes (Parte II)

Inchaço nas Pernas – Causas Frequentes (Parte II)

Inchaço nas Pernas – Causas Frequentes (Parte II)

Conheça, de seguida, outras causas responsáveis pelo edema dos membros inferiores que atingem uma parte substancial da população:

  1. Calor excessivo: As temperaturas elevadas, sobretudo no Verão, são responsáveis pelo aumento exponencial do inchaço do corpo e, mais habitualmente, das pernas. Em primeiro lugar, o calor dilata as artérias e as veias periféricas, que acabam por transportar mais sangue e extravasar líquido. Por outro lado, o calor faz com que tenhamos mais sede e muitas vezes acabamos por Inchaço nas Pernasbeber mais líquidos do que o necessário, líquidos estes que não são imediatamente eliminados pelos rins e acabam por causar retenção de líquidos e edema. Aliás, diversas vezes não bebemos água e preferimos bebidas gaseificadas ou refrigerantes, o que acaba por potenciar a acumulação de líquidos no organismo e o inchaço das pernas. Por fim, com o calor movimentamo-nos menos, estamos mais paradas e a circulação sanguínea é menor. Para além dos cuidados já mencionados, como caminhar, descansar com as pernas ao alto (para estimular a circulação no sentido inverso) e aplicar um gel que aumente a circulação, esta é uma altura em que as sessões de pressoterapia são extremamente indicadas pois podem aliviar bastante o desconforto. Experimente também aplicar jatos de água fria sobre as pernas.
  2. Anticoncecionais: Os anticoncecionais orais à base de estrogénio podem provocar um ligeiro edema dos membros inferiores. Embora tal não seja habitual, se este é o seu caso, procure o seu médico para que este lhe altere a prescrição da pílula.
  3. Doenças cardíacas, tromboses ou hipotiroidismo: No caso das duas primeiras, tratam-se de problemas circulatórios graves, que devem ter acompanhamento médico. A última é um caso de mau funcionamento da tiroide, em que não existe um problema de acumulação de líquidos mas sim a acumulação de uma proteína específica que causa um edema diferente e mais duro ao toque. Qualquer uma destas patologias deve ser tratada pelos clínicos competentes, que indicarão a medicação adequada para tratar a condição cardíaca/ circulatória, a retenção de líquidos e o hipotiroidismo. A pressoterapia não está indicada para estes casos, salvo sob indicação médica.
Comentários recentes...